Conheça a Amazônia !

Bem-Vindo à Amazônia

“A Amazônia, um mar de florestas num oceano de água doce, como bem notou Avé-Lallemant em seu livro Rio Amazonas, já em 1859, não é uma região homogênea como pode parecer do alto, durante o sobrevôo. A região é um caos de ilhas, um mosaico fluido de pequenos igarapés, rios colossais, pequenos lagos que brincam de esconde-esconde, lagos maiores que resistem ao desaparecimento na seca, águas de todas as cores, árvores de todos tamanhos, peixes de todas as formas, e um mundo sem fim oculto aos nossos olhos. Parece monótona a região para os menos atentos, mas não: ela é dinâmica - não apresenta nenhum dia igual ao outro. O sobe e desce das águas, o silêncio ensurdecedor que em algumas áreas recria sons esquecidos, o cair das árvores, o pôr-do-sol, o vento, a friagem, a chuva, a ilha que se move, as migrações dos homens e dos bichos, o abraço-da-morte, o peixe que” anda “ de um lago para outro, o peixe que morre afogado!, o tubarão que confunde o tipo de água, mas não sua imensidão, criam, a cada dia, um desenho novo para esse Eldorado que urge conhecer e está a demandar todo o cuidado da ciência.” (Adalberto Luis Val).”

 

 

 

 

 

Capital Manaus

História

 

HISTÓRIA DE MANAUS

 

-          1669 – criação do forte de São José da Barra. (saiba mais)

Este forte foi fundado para inibir a ação de espanhóis, ingleses e franceses na região. Em torno deste forte nasceu o arraial que deu origem a cidade de Manaus. A região era comandada pela capitania do Grão-Pará, sediada em Belém.

-          1755 – criação da capitania de São José do Rio Negro.

Devido ao tamanho da região e o processo de ocupação territorial, a capitania do Grão-Pará não conseguia atender a população da área e manter a paz com os índios. Por esta razão em 1755 criou-se a Capitania de São José do Rio Negro para atender as dificuldades e garantir a dominação portuguesa.

-          1833 – o forte passa a categoria de vila.

Em 1833 passa a categoria de Vila, com o nome de Manaus, que na língua nativa significa "Mãe de Deus", homenagem à tribo manaós.

-          1848 – eleva-se ao título de Cidade

Em 24 de Outubro de 1848 recebe o título de cidade. Capital da Província do Amazonas.Tentativas de ocupar toda a extensão territorial não foi bem sucedida, e logo o Perú, com apoio do EUA, tentaram expandir suas fronteiras. Dessa necessidade de definitiva ocupação criou-se em 5 de Setembro de 1850 a Província do Amazonas, desmembrando-se do Grão-Pará.

- Ciclo da Borracha

Anos depois, o surgimento de um dos mais importantes ciclos econômicos do estado, o Ciclo da Borracha. Uma época em que imigrantes nordestinos, fugiam da seca e se instalavam nos seringais. O sonho era único: enriquecer. Nesta mesma época, a participação inglesa foi importante para surgir melhorias na cidade. Uma rede de esgotos, água encanada, luz elétrica, o Porto, e bondes elétricos contribuiriam para o desenvolvimento. Muitos destes serviços nem mesmo existia no restante do país.
Um tempo de muito luxo, onde comerciantes mandavam seus filhos estudarem na Europa, aonde os prédios eram construídos com material todo europeu. Destaque para o famoso Teatro Amazonas e o Mercado Municipal. E que ainda hoje ganham destaque na arquitetura local. Um estilo neoclássico e art nouveau.

- fim do ciclo e criação da ZFM

Por meio século, a cidade sofreu com o declínio da borracha, provocado pela concorrência na Ásia. A solução para que o desenvolvimento continuasse na região fosse resolvida, apareceria com o surgimento da Zona Franca de Manaus em 1967. Manaus ganha um fluxo turistíco muito grande e Hotéis são construídos para formar o atendimento ao turista. Ainda hoje, a Zona Franca é a principal fonte de renda do estado.

 

Incentivos fiscais

:: Incentivos Fiscais Federais – imposto sobre importção II, imposto sobre produtos industrializado IPI, imposto sobre exportação IE
 
 
:: Incentivos Fiscais Estaduais  - Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços ICMS
 
 
:: Incentivos Extrafiscais – Entreposto Internacional da Zona Franca de Manaus Eizof, Distrito Industrial, Distrito Agropecuário
 
 

Infraestrutura

- aeroporto internacional com vôos de passageiros e cargueiros nacionais e intenacionais e aeroporto local com vôos regionais.
 
Dois terminais de passageiros para comportar a demanda por vôos chegando ou saindo de Manaus, um deles, o Aeroporto Internacional Eduardo Gomes opera com vôos que chegam e partem para outras cidades brasileiras e para capitais internacionais na América Latina e nos Estados Unidos. Um terminal de passageiros atendendo a demanda de vôos regionais, ligando Manaus com muitas cidades do interior da Amazônia. 
Um terminal de carga aérea atendendo os fluxos logísticos nacionais e internacionais, com vôos cargueiros diários e vôos charter para as capitais brasileiras e alguns destinos internacionais como Miami, Los Angeles, Buenos Aires, Caracas, Bogotá, México City, La Paz entre outros.
 
- Mais de um porto fluvial com capacidade para atender navios cargueiros e cruzeiros internacionais e diversos atracadouros de balsas que transportam carretas e as mais diversas cargas.
 
O Porto de Manaus com o seu cais flutuante recebe navios cargueiros, cruzeiros internacionais e os barcos regionais que atendem o interior da Amazônia, um moderno terminal de passageiros, muito bem equipado, recebe os turistas que desembarcam na cidade. Há outros dois portos destinados ao fluxo de navios cargueiros: um é o terminal flutuante da CMA/CGM e o outro é o Super Terminais. Ainda na orla do Rio Negro, dispõem-se diversos atracadouros de balsas, particulares e públicos aonde desembarcam e embarcam as carretas que atendem o modal rodo-fluvial com as mais variadas cargas chegando e saindo de Manaus.
 
- Estrutura hoteleira completa com foco específico para turistas e executivos
 
Cidade industrial no coração da Amazônia, Manaus dispões de mais de 4500 leitos, especialmente preparados para turistas e executivos. É possível encontrar os mais variados tipos de serviço, desde os mais simples, concentrados no centro da cidade até os mais luxuosos e sofisticados como o Tropical Hotel, com os leitos tradicionais e a torre especialmente projetada para atender executivos em suas viagens de negócios pela cidade. Muito bem localizado e com foco voltado também para as pessoas de negócios, misturando-se com as indústrias e no centro do Distrito Industrial, o Novotel Manaus destaca-se pela qualidade dos seus serviços. 
Completamente voltados para o turismo, os hotéis de selva encantam estrangeiros e brasileiros que aventuram-se pela floresta. Destaque para o Ariaú Jungle Towers, construído na copa das árvores e definido com uma das sete maravilhas do mundo atual.
 
- rodovias que ligam Manaus com outros estados e com o Caribe.
 
Saindo da cidade em direção ao norte, a BR 174 liga Manaus ao estado de Roraima e a sua capital Boa Vista. Esta estrada segue até a fronteira com a Venezuela e a partir deste ponto, cruzando o território Venezuelano, é possível chegar ao caribe e a outros países da América do Sul e Central.
Outra rodovia federal é a BR 319, em sentido oposto ao citado acima, dirige-se ao sul. Obras de restauração e conclusão do trecho dentro do Estado do Amazonas, quando concluídas, ligarão Manaus à região centro-oeste através do estado de Rondônia e sua capital Porto-Velho.
 
As rodovias estaduais ligam Manaus à algumas cidades do interior, com destaque para Itacoatiara e Manacapuru. 
 
- restaurantes, shoppings center, estádios, cinemas, teatros, sambódromo, praças, natureza, etc...
 
Opções de entretenimento e compras espalham-se pela cidade atendendo todos os gostos e bolsos. A miscigenação de raças, trazida pelos imigrantes que chegaram em Manaus atraídos pela indústria local e por turistas que se apaixonaram por esta terra e nunca mais deixaram este oceano de água doce e muito verde, desenvolveram na cidade uma gama completa de entretenimento que agrada a todos os estilos. Do forró ao Heavy-metal, do chopp na esquina ao badalado mundo noturno das boates, do futebol no estádio ao desfile das escolas de samba no sambódromo, do Boi Bumba aos passeios de barco pelas praias do Rio Negro, do cinema aos sítios localizados perto da capital, da culinária regional aos sofisticados pratos da cozinha francesa, é possível encontrar de tudo nesta cidade que torna-se, a cada dia, uma metrópole do mundo. 
 
- Centros de formação de profissionais de nível técnico e superior. 
 
Hoje Manaus conta com mais de 15 instituições formando profissionais graduados em nível superior em todas as áreas de interesse da sociedade, além de cursos de especialização, MBA’s mestrados e doutorados.
Destacamos as seguintes: UFAM - Universidade Federal do Amazonas; UEA - Universidade Estadual do Amazonas; UTAM - Universidade de Tecnologia do Amazonas; FUCAPI; UNI Nilton Lins; ULBRA – Universidade Luterana do Brasil; CIESA; UNIP – Universidade Paulista; Uninorte.
 
- Centros de ensino e pesquisa envolvidos com estudos da biodiversidade Amazônica. 
 
CBA - CENTRO DE BIOTECNOLOGIA DA AMAZONIA
A principal missão do CBA é implementar a infra-estrutura científico-tecnológio de um parque bioindustrial moderno, envolvendo toda a cadeia produtiva de produtos oriundos da biodiversidade amazônica. 
Como Centro Tecnológico, está voltado para a promoção da inovação tecnológica a partir de processos e produtos da biodiversidade amazônica, por meio de: ação integrada com universidades e centros de pesquisa do setor público e privado (Rede de Laboratórios Associados - RLA); agregação de valor a produtos e processos tecnológicos; aumento da densidade tecnológica no setor industrial; promoção de ambiente favorável à inovação (serviços tecnológicos, propriedade intelectual, etc.). 
INPA – INSTITUTO NACIONAL PESQUISAS DA AMAZONIA
Órgão da Administração Direta do Ministério da Ciência e Tecnologia, o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia / INPA - foi criado com a finalidade de realizar o estudo científico do meio físico e das condições de vida da região amazônica, tendo em vista o bem estar humano e os reclamos da cultura, da economia e da segurança nacional. Sua missão é gerar, promover e divulgar conhecimentos científicos e tecnológicos sobre a Amazônia Brasileira para a conservação do meio ambiente e o desenvolvimento sustentável dos recursos naturais em benefício, principalmente, da população regional. Ao longo de cinco décadas, vem assumindo responsabilidade crescente na tarefa de produzir conhecimento, estabelecendo um compromisso com o desenvolvimento sustentável, a defesa do meio ambiente e de seus ecossistemas, expandindo os estudos sobre a biodiversidade, a sociodiversidade, os recursos florestais e hídricos.
UFAM - UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS.
 
UEA - UNIVERSIDADE ESTADUAL DO AMAZONAS.
 
MUSEU EMÍLIO GOELDI
 
UFEPA  - UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ
 
 
- Incubadoras de empresas
CIDE – CENTRO DE INCUBAÇÃO E DESENVOLVIMENTO EMPRESARIAL
Criado por iniciativa da FIEAM Federação das Indústrias do Estado e IEL/AM Instituto Euvaldo Lodi, juntamente com outras entidades públicas e privadas, o CIDE tem capacidade de abrigar quatorze empresas e a sua estrutura foi desenhada para gestar empreendimentos nas áreas de biotecnologia, química fina, agroindústria, recursos naturais e software.
 

Pontos turísticos

 
ALFÂNDEGA
 
Inaugurado em 1906 e utilizando matéria-prima da Inglaterra, foi um dos primeiros prédios a ser construído no Brasil com blocos em pedra.
Horário: Seg/Sex - 8h às 12h e de 14h às 16h
Rua Marquês de Santa Cruz, s/n - Centro.
Fone: (0xx92) 3622-3025 
.
 
BOSQUE DA CIÊNCIA
 
Localizado na sede INPA, possui uma grande área rica em vegetação e animais da amazônia.
Horário: Seg/Sex 9h às 12h/14h às 17h - Sáb./Dom. 9h às 16h - É Pago
Av. André Araújo, 1756 - Aleixo
Fone: (0xx92) 3643-3135 
.
 
CENTRO DE ARTES CHAMINÉ
 
No passado foi uma importante estação de tratamento de esgotos, responsável por toda a cidade. Hoje, representa um importante espaço para apresentações/exposições de arte.
Horário: Ter/Dom 8h às 18h
Av Lourenço da Silva Braga - Centro
Fone: (0xx92) 3633-3026
.
  CENTRO DE ARTESANATO BRANCO E SILVA
 
Qualquer produto tipicamente regional, poderá ser encontrado neste Centro. É possível acompanhar a produção de peças, bem como adquirir qualquer produto. Não esqueça de provar da deliciosa culinária local.
End.: Rua Recife, 1999 Adrianópolis 
.
 
CENTRO CULTURAL PALÁCIO RIO NEGRO
 
Por muitos anos, foi sede do Governo Estadual. Atualmente é palco de exposições, shows musicais e teatro. Confira a programação em Eventos.
End.: Av. 7 de Setembro, 1546. 
Fone: (0xx92) 3232-4450
.
  ENCONTRO DAS ÁGUAS
 
O rio Amazonas é formado do encontro entre os Rios rios Solimões (uma água barrenta) e Negro (água escura), forma-se o Amazonas propriamente dito.
A explicação para o fenômeno que gera esse belo espetáculo pode estar nos fatores densidade, temperatura e velocidade muito diferenciados entre os dois rios. 
.
  IGREJA DE SÃO SEBASTIÃO
 
Construída em 1888, faz parte da Praça São Sebastião e do Teatro Amazonas.
End.: Praça São Sebastião - Centro 
.
 
MERCADO MUNICIPAL "ADOLFO LISBOA"
 
Uma réplica do mercado em Paris "Les Halles". Principal porta de entrada na cidade da produção pesqueira e rural do estado.
Rua dos Barés, s/n
Fone: (0xx92) 3234-8441 
.
 
MONUMENTO COMEMORATIVO A ABERTURA DOS PORTOS
 
End.: Praça São Sebastião - Centro (em frente ao Teatro Amazonas) 
.
 
PALÁCIO DA JUSTIÇA
 
Prédio onde funciona o Tribunal da Justiça do Estado, também construído em estilo neoclássico, foi inaugurado em 1900, e suas características arquitetônicas lembram as construções do 2º Império Brasileiro.
End.: Av. Eduardo Ribeiro - Centro 
.
 
PORTO DE MANAUS
 
Projetado e construído pelos ingleses, é uma interessante obra de engenharia, oscilando com a subida e descida das águas do Rio Negro. Inaugurado em 1902. 
Rua Taqueirinho, 25 - Centro
Fone: (0xx92) 3622-1330 
.
 
PARQUE MUNICIPAL DO MINDU
 
Muito verde, trilhas no meio do bosque e espécimes da fauna e flora amazônica.
End.: Av. Perimetral Leste - Parque Dez 
.
 
PRAIA DA PONTA NEGRA
 
Principal ponto jovem de Manaus. No calçadão é possível caminhar, praticar esportes diversos, ver apresentações da dança local (Boi) em bares especiais.
Estrada da Ponta Negra 
.
 
ZOOLÓGICO DO CIGS
 
O Zoo do Cigs é o maior centro de animais da região amazônica. Abriga desde onças, até pássaros. Confira as imagens!
Horário: Terça/Domingo, 9h30 às 16h30
Estrada da Ponta Negra, 750 - São Jorge
Fone: (0xx92) 3625-2044 
.
 
VILA OLÍMPICA
 
Seletivas internacionais de atletismo são realizadas neste centro esportivo local.  
 
 
 

Serviços de logística

- Você conta com Logística Marítima e Cabotagem
 
Vários armadores de frete marítimo atuam em Manaus, entre eles Hamburg Sud, P&O Nedlloyd, APL e CMA/CGM, que disponibilizam em Manaus, no mínimo, 02 navios por semana, escoando os produtos através de escalas no Caribe, no Nordeste Brasileiro ou em Santos e conectando Manaus com o mundo inteiro.
 
- atendendo suas necessidades imediatas e encomendas urgentes, opções de frete aéreo
 
Como opção de transporte aéreo contamos com um moderno terminal de cargas da INFRAERO e com inúmeras companhias que operam em Manaus, com vôos diretos para a América Latina, e Estados Unidos. O restante dos destinos, como Europa e Ásia, são atendidos através de vôos cargueiros diários com conexões em São Paulo, Rio de Janeiro, Campinas, Miami, Los Angeles, Nova York e Caracas. Operando em Manaus encontramos a Varig, a ABSA, a Lufthansa, a American Airlines, a Cielos e a Loyd Aéreo Boliviano, além de outras opções de cias nacionais e vôos charter.
 
- para o mercado nacional, opções em todos os modais, escolha entre aéreo, cabotagem e rodo fluvial, de acordo com a sua conveniência.
 
Para o mercado doméstico, contamos com 06 saídas mensais na cabotagem, vôos cargueiros diários para São Paulo e Campinas, vôos comerciais para diversas capitais brasileiras e no modal rodo-fluvial, balsas com saídas diárias que transportam as carretas até Belém ou Porto-Velho, que seguem por rodovias até qualquer destino do país.
 
- Suporte e acompanhamento  total para toda a sua operação logística.
 
Inúmeros prestadores de serviço atuam nesta rede logística, atendendo às necessidades de transporte, armazenagem, e desembaraço aduaneiro. Como exemplo podemos citar a Danzas,  Exel, Panalpina, Eagle, Expeditors, UPS, DHL, FEDEX e Aurora EADI.
 
Português, Brasil